CENTRO DE PEÇAS DA JAC MOTORS COMPLETA UM ANO COM ÍNDICE DE ATENDIMENTO DE 97,5%

&#10003 Galpão de 15 mil m2 foi idealizado para suprir as demandas de atendimento da marca pelos próximos 10 anos
&#10003 Rapidez no atendimento é um dos pilares na estratégia de atendimento ao cliente
&#10003 Em um ano, a marca já trouxe cerca de 700 toneladas em peças de reposição

Construído numa área de 15 mil m2 ? o equivalente a cerca de dois campos de futebol ? na cidade de Barueri (SP), o Centro de Peças (CP) da JAC Motors é um dos pilares da estratégia de pós-venda para o atendimento ao cliente da JAC Motors. Há exatamente um ano, dois meses antes da estreia oficial da marca no Brasil, o Centro de Peças já começava a operar e a receber peças da China.
Nesses 12 meses, o Centro de Peças já apresenta um índice de 97,5% em pronto atendimento (fornecimento imediato do componente à concessionária), patamar acima da média de outras marcas tradicionais do mercado nacional. Ou seja, a cada 40 peças solicitadas, há 39 prontas para ser entregues.
?O objetivo é atender imediatamente as necessidades do cliente. O centro foi desenhado para operar de forma rápida e eficiente?, explica Antonio Leoni, diretor do Centro de Peças da JAC Motors Brasil. ?Se o pedido for realizado até as 16h00, num raio de 500 km, a peça pode ser entregue em menos de 24 horas?, conta. Neste raio estão grandes capitais, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba. ?Em outras cidades, dependendo da urgência e da peça, conseguimos enviar por avião.?
O CP foi idealizado em setembro de 2010, quando a marca ainda se estruturava para estrear no Brasil. O objetivo era de que servisse bem para a JAC Motors por 10 anos. São 13 docas de descargas, com capacidade para dois caminhões cada e os carregamentos levam entre 10 e 30 minutos.

Movimentação
O CP é abastecido semanalmente. Em um ano, já chegaram da China 119 containeres, uma média de quase 10 por mês. Isso representa mais de 700 toneladas de peças movimentadas no Brasil. Ainda, o CP já expediu mais de 21 mil volumes ? cada volume é um pedido feito pela concessionária. A tendência é que aumente exponencialmente em 2012, não só pelo aumento da frota dos atuais modelos J3, J3 Turin e J6, mas também pela chegada dos próximos lançamentos: J5 em março e J2 em agosto.

Sobre a JAC Motors
Estatal chinesa de capital misto, 25% do capital negociado na bolsa de valores de Shenzen, a Jianghuai Automobile Co., mais conhecida como JAC Motors, chega ao Brasil com a promessa de movimentar o setor automotivo. O responsável pela chegada da marca em solo brasileiro é o empresário Sergio Habib, presidente do Grupo SHC, reconhecido como o maior grupo de revendas de automóveis do País. Com investimento de R$ 380 milhões, a JAC Motors Brasil nasceu estruturada para ganhar espaço considerável no mercado nacional.
No último dia 16 de novembro de 2011, em cerimônia que contou com a presença de executivos chineses e do governador da Bahia, Jaques Wagner, Habib revelou o projeto da fábrica da JAC no Brasil, em Camaçari, que ficará pronta em 2014 e receberá investimentos de R$ 900 milhões. A planta gerará 3.500 empregos diretos e cerca de 10 mil indiretos. A capacidade de produção será de 100 mil unidades. A unidade industrial contará ainda com um centro de desenvolvimento de novas tecnologias, centro de estilo e design, laboratórios de acústica e controle de emissão de poluentes, pista de testes e centro de capacitação profissional, além das tradicionais etapas de produção, como armação de carrocerias, soldagem, pintura e montagem final.

Informações à imprensa:

JAC Motors Brasil

Eduardo Pincigher ? (11) 3648-4135 / 9464-9356
epincigher@jacmotorsbrasil.com.br

Fabrício Migues ? (11) 3648-4134 / 6632-0983
fmigues@jacmotorsbrasil.com.br